R J Cardoso

Poesia de Amor

Textos

Boa tarde Poesia

Certo dia a felicidade entrou
Em minha casa de pau a pique
E com sua fantástica alegria
Sentou-se e me encheu de fé
Andou cada canto da casa
E eu bem ao seu lado, acariciei
Seus cabelos doirados e seus
Ouvidos cansados inda me ouviram

Por essa tal felicidade me apaixonei
Em minha casa de pau a pique
À mesma hora todo dia ela ia
Eu a amava e a queria só pra mim
Palavra de grande valia
Transforma-se do nada em nada
Era-lhe a medida cravada
Tinha as mãos de plumas macias .

Em minha casa de pau a pique
Eu adormecia e acordava
Com a felicidade perto de mim
Minha alegria tanta e santa
Que levava-me aos confins do mar
De mãos dadas com a felicidade
Sem saber se era dia ou era noite.

Pobre de mim, agora cansado,
Sussurrando reclamo da sombra
Da felicidade distante
Mesmo com ela carrancuda
Desgastada com minhas loucuras
A felicidade, valha-me Nossa Senhora!
É fiel e com meus amigos
Quero sempre compartilhar a felicidade.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 26/04/2018
Alterado em 26/04/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras