R J Cardoso

Poesia de Amor

Textos


Cão

Cão do tipo moderador,
Que não late nem morde,
A não ser em sua defesa,
Ia pela rua qual cavalo
Manga larga marchador
E tinha o pelo tão amarelo
Que lembrava ouro dezoito...
Daquele que a maioria
Escolhe para o casamento
Símbolo maior do amor.

Avenida vazia, de longe se via
O que estivesse na pista
Pobre cão, que na certa,
Havia fugido a instante
Por ter achado facilidade ia...

Em seu olhar via-se fuga
Tinha medo e depressão
Não mais que de repente
Vem um automóvel e o atropela
O transeunte do outro lado
Da avenida protestou,
A rua atravessou em socorro
A vítima que nem seu direito
De defesa pode exercer:
O colocou no colo e ao hospital levou...

Lá ele ficou nos braços do Veterinário
Anjo bom demais que defende a vida
De cães e de outros animais
Símbolo do amor...

É fácil de entender:
Qualquer motorista sebe e precisa
Aceitar que a vida só ira continuar
Se a gente a defender: Não atropele
Não mate e não morra...
Acelere com atenção e moderação,
É tudo que a vida pede.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 26/01/2018
Alterado em 28/01/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras