Poesia Amor

Vida, presente de Deus

Textos


Ode do amor

Estarei sengo ao teu carinho
Dele com tal atenção cuidarei
Mesmo diante de tanta rebeldia
Com fascínio nele debruçarei.

Na medida certa irei vive-lo
Em teu nome lavrarei teu hino
Encantarei tua alma eu menino
Espontâneo zelo a oferecê-lo.

Talvez este proposito tenha valor
Merecido na sua ínfima penúria
Na ausênia de ato tão verdadeiro.

Não me convém revelar-te
Ode do passado, (foco da doçura),
No intento sagrado deste amor.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 08/08/2017
Alterado em 08/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras