Textos


Mar e fogaréu
(dedicada ao Rio de Janeiro)

Havia uma cidade aos pés
De montanhas insolares,
Onde se confluíam olhares
Ao céu de antanho
Abrolho pelo chão
E sonoplastas milhares.

Havia na verdade uma cidade
Que tinha Drummond,
Noites enluaradas
Discotecas e jogo de bilhar
Ninguém matava apenas vivia.

Há uma cidade onde na realidade existem
O bem e o mal e se busca caminho a seguir
Num porvir real ou de ilusão...
Há uma cidade inteira em nossas mãos...
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 23/07/2017
Alterado em 29/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr