Poesia Amor

Vida, presente de Deus

Textos


Da cor da vida

Naquela tarde, Jean Carlos, após o trabalho
Olhou e viu o céu muito escuro.
Ouviu forte retumbar de trovão

Impacientes à chegada do temporal
Tremulavam as folhas...
Gotas caiam na poeira
Avisando que melhor era se abrigar.

Casa pequena, nos cantos
Violão, guitarras e violino
Piano de meia cauda
Viola e uma flauta...
Era o mundo ancestral de Jean Carlos

Forte estrondo de trovão
A chuva escorria na vidraça
Fascínio para o seu olhar
E chicote para o coração.
Para o qual o barulho era sinfonia

De súbito calaram-se os ventos
Nuvens escuras se dissiparam
Sobre o piano a sonata inacabada
Jean Carlos dormia
E as estrelas sorriam até o novo amanhecer.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 27/04/2017
Alterado em 27/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras