Poesia Amor

Vida, presente de Deus

Textos


Flores do campo

Amáveis risos, costume habitual.
No auge da alegria, sempre bondade
Canta; e dançam unidos, nessa festa,
Beleza e ternura de lisonjas cores

Céu de hiante sol e brilho a nos saudar
Rompem-se véus da tristeza;
Timidez em silêncio controlada
Pelos verdes campos a vagar.

Um pouco de ti permitida estrela;
Lisa fronte da mais doce espécie
Encanta, ninguém deve duvidar.

O amor ao encrustar-se extirpa dores
Vai além, muito além do esperado.
E a vida torna-se jardim em flores.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 06/04/2017
Alterado em 07/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/preferencias/licenca.php). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras